Radiofrequência Microagulhada (Eletroderme)

As principais indicações são:

• Rejuvenescimento;
• Tratamentos de clareamento de manchas e melasmas;
• Flacidez facial (pescoço e colo também!);
• Estrias;
• Queda de cabelos;
• Hiperidrose axilar;
• Redução de poros dilatados;
• Cicatrizes de acne.

Como é feito esse procedimento?

A Radiofrequência microagulhada associa dois métodos já bastante corriqueiros na área da Estética e que têm sua eficácia comprovada: o microagulhamento e a radiofrequência.

Ambas as técnicas são capazes de estimular a produção de colágeno, conferindo mais firmeza à pele e diminuindo a aparência de cicatrizes e manchas. O aparelho utiliza agulhas superfinas, banhadas a ouro, estéreis e de uso único, para total segurança dos pacientes.

As microagulhas penetram nas camadas mais exteriores da pele, e quando atingem a derme, a radiofrequência é disparada. Isso faz com que a temperatura da derme chegue até a 70ºC, os fibroblastos são estimulados, produzindo mais colágeno e refazendo as fibras rompidas.

O resultado? A pele se regenera, se torna mais firme e com menos rugas, já que tanto o microagulhamento quanto a radiofrequência desencadeiam uma resposta de “cicatrização” na pele, estimulando tanto a formação de novas células, como de colágeno.

Logo após a sessão, a técnica ainda permite fazer a micro infusão de medicamentos na pele. Através dos canais criados pelo microagulhamento, a absorção de substâncias com efeito clareador ou rejuvenescedor é bastante ampliada, potencializando seus efeitos. O aparelho também possui um potente sistema eletromagnético que torna super-rápida a impulsão das agulhas, diminuindo a sensação de dor.

Benefícios desse procedimento:

Os benefícios do tratamento são duradouros, já que ocorre uma regeneração progressiva do colágeno nos meses seguintes à sessão. Os resultados visíveis logo após a primeira sessão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × quatro =